Luan Santana encerra minitour européia e entra em férias

20/02/2018

O cantor Luan Santana fechou no domingo, 18, sua minitour pela Europa, iniciada dia com show em Zurique (Suiça), na sexta-feira, 16, para brasileiros e nativos. No domingo ele cantou na cidade do Porto, na casa de shows Coliseu. No sábado, havia se apresentado em Lisboa. Em Portugal, o artista é conhecido por faixas como “Você de mim não sai”, “Nega” e “Incondicional”, entre outras. Além dessas, o repertório do show em terras lusitanas incluiu “Química do amor”, “Amar não é pecado”, “Um bejio” e “Sogrão caprichou”. Após as apresentações na Europa, o cantor entrou em férias e só retomará a turnê no dia 17 de março, em show fechado a se realizar em São Paulo.

Vida de Zeca Pagodinho vai virar filme

20/02/2018

Depois de ter sua vida e obra transformadas em musical de teatro, em 2017, a história de Zeca Pagodinho está sendo levada para o cinema. Já está em fase de pré-produção um filme de ficção sobre a vida do cantor, compositor e músico carioca Jessé Gomes da Silva Filho, nome de batismo do sambista nascido no bairro carioca de Irajá, que ascendeu no mercado artístico a partir do lançamento, em 1983, do hoje clássico “Camarão que dorme a onda leva”.

O filme, produzido por Roberto Faustino e Marcos Altberg, está sendo baseado no livro “Deixa O Samba Me Levar”, lançado em 2014 pela Editora Sonora e escrito pelos jornalistas Jane Barboza e Leonardo Bruno. Há ainda especulações de que a atriz Juliana Knust interpretará o papel de Mônica Silva, mulher de Zeca. Uma das locações do filme deve ser Xerém, na Baixada Fluminense, onde o artista passa boa parte de seus momentos de descanso e onde ele mantem uma escola de música para crianças carentes.

A iniciativa veio quase simultânea com os anúncios de que as vidas de Rita Lee e Roberto Carlos também estão sendo roteirizadas para dar origem a dois longa-metragens sobre suas trajetórias. Trata-se do efeito provável dos sucessos de bilheteria obtidos pelos filmes “Elis” (2016) e “Tim Maia” (2014). E vale lembrar que o filme sobre Erasmo Carlos (baseado em sua biografia “Minha Fama de Mau”) está com estreia prevista para este ano.

20/10/2017

         Capa do Pink Floyd é criticada no Facebook por confusão com bandeira LGBT

Comentários homofóbicos criticaram Polenguinho
19/10/2017 - 11:32 - Julia Sabbaga

O Polenguinho foi criticado nas redes sociais por homofóbicos que confudiram a capa do álbum do Pink Floyd "Dark Side Of The Moon" com a bandeira LGBT [via Exame].

Em uma campanha divulgando o queijo em capas de discos, a imagem do Polenguinho foi colocado em capas famosas do Rock, como Abbey Road dos Beatles. No caso do Pink Floyd, com o prisma e o espectro colorido, que se assemelha a um arco-íris, usuários que não conheciam a imagem original criticaram a marca por se associar com a causa gay.

O post viralizou com a quantidade de pessoas criticando os comentários homofóbicos, que já não podem mais ser encontrados. Segundo a Polenghi, a marca tem uma política de não apagar comentários em posts e, portanto, os usuários devem ter apagado seus próprios comentários. Veja o post:

Aplicativos


 Locutor no Ar

Matheus Nascimento

Baladão da 98-Expresso do Forró

Peça Sua Música

Name:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

01.

Fernando & Sorocaba

Terapinga

02.

Felipe Araújo

Amor da sua cama

03.

AnaVitória Part. Matheus e Kauan

Fica

04.

Pe. Fabio de Melo

Trem Bala

05.

Aline Barros

Ressuscita-me

Anunciantes